Por que eu vendi a minha objetiva 24-70mm f 2.8

A Sigma 24-70mm f 2.8 IF EX DG HSM, é uma objetiva incrível, que me fez companhia por aproximadamente 2 anos — e justo os primeiros da pandemia!

Fiz alguns retratos, alguns eventos, fotografia de rua (principalmente à noite) e muita coisa só pela terapia, para ajudar a passar pelas dificuldades do momento.

O enquadramento desta objetiva, a frente de um sensor full frame, é próximo ao de uma lente de kit 18-55mm. Enquanto a 24-70mm oferece um campo de visão variável entre 84° – 34° (full frame), a 18-55mm oferece aproximadamente 74° – 27,5° (APS-C).

Para o meu estilo de fotografia, esta zona de enquadramentos é perfeita. Posso passar o dia inteiro me divertindo com isso e, se sair pra fotografar um evento, basta colocar um flash na bolsa.

Mas…

Eu preciso de uma abertura f 2.8?

Na medida em que o comércio foi reabrindo, após os sucessivos lockdowns, e alguns eventos emergiram, comecei a repensar a verdadeira utilidade da lente para mim.

Como eu havia dito no texto Vale a pena comprar a Sigma 24-70 f/2.8 IF EX DG HSM, eu já tinha outra objetiva no radar.

A Sigma 24-70mm foi uma experiência, desde o começo. E, com toda a certeza, amei o tempo que passamos juntos.

Mas, para quem sempre leva um flash na bolsa e não tem medo de subir o ISO, além dos 6400, sempre fica a questão se não valeria a pena abrir mão da grande abertura do diafragma (f/2.8) em prol de um pouco mais de alcance (dist. focal).

Voltei a pensar na 24-105, que oferece 1/4 ou 25% a mais de distância focal, ao custo de não poder mas usar a abertura de f/2.8. Mas, Hey!, o Darktable mostrou que quase sempre uso aberturas entre f/5.6 e f/11!

Ter a possibilidade de fotografar em f/2.8 é muito legal e eu acho lindo o bokeh produzido pelas lentes da Sigma desta época. Mas não é tão importante para o meu estilo e nem corresponde às minhas maiores necessidades.

Aos 70mm, com abertura f/4.0 e uma boa relação de distância entre você, a pessoa fotografada e o fundo, já é possível fazer um belo retrato com fundo desfocado.

Sigma 24-70 vs Canon 24-105

Eu mantive os 2 equipamentos no meu kit, por alguns meses, para ter certeza de que era realmente a mudança que desejava fazer.

Na tabela, abaixo, mostro o que ganho e o que perco com cada uma delas:

ItemSigma 24-70mmCanon 24-105mm
Peso790 g795 g
Preço em US$200,00 – 500,001.300,00
Campos de visão (full frame/APS-C)84° – 34° ou
134,4° – 54,4°
84° – 23° ou
134,4° – 36,8°
Abertura máx – mínf/2.8 – f/22f/4.0 – f/22
Lâminas do diafragma910
Menor distância de foco (“macro”) e magnificação.38 cm e 0,19X45 cm e 0,24X
Weather sealingnãosim
Estabilização ópticanãosim
Os dados se referem especificamente às objetivas Sigma 24-70mm f 2.8 IF EX DG HSM e à Canon EF 24-105mm f 4L IS II USM.

De modo prático, a 24-105 f 4 é uma objetiva voltada para a simplicidade, enquanto a 24-70 f 2.8 é uma ferramenta mais sofisticada.

A praticidade da 24-105, na minha opinião, se revela nos recursos da estabilização óptica e do weather sealing (selagem contra os elementos).

Lente Canon EF 24-105mm f/4L IS II USM
Lente Canon EF 24-105mm f/4L IS II USM

Conclusão

No fim das contas, são ferramentas e cabe a cada um analisar qual é a mais útil para si.

Eu estou em um processo de simplificação e redução do meu kit de lentes e preciso deixar ir embora as que não necessito muito (por mais que goste delas) ou que estejam em uma situação de redundância.

Se tiver interesse, leia os meus reviews da Canon EF 24-105mm f 4.0L IS II USM e da Sigma 24-70mm f 2.8 IF EX DG HSM.

Elias Praciano

— fã de séries, como "Love, Death & Robots", "Rick and Morty" e "Russian Doll". Gosta de criar imagens, direto da câmera, com o mínimo de pós-produção. Há vários anos o seu livro favorito é Neuromancer, de William Gibson.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Post comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: