Os cuidados que você precisa ter com as baterias de Lítio.

Este texto aborda os cuidados para manter baterias recarregáveis de íons de lítio, atualmente, as mais usadas — em celulares, câmeras, notebooks etc.

Estes cuidados são fundamentais para, não só, maximizar a carga, como também sua vida útil.

Baterias originais Canon LP E-10 e LP E6N com o carregador LC E6, da mesma marca.
Baterias originais Canon LP E-10 e LP E6N com o carregador LC E6.

Introdução

Há algumas regras e cuidados gerais, que valem para todas as baterias recarregáveis. Outros cuidados são específicos e relacionados aos aparelhos eletrônicos que as usam. Portanto, complemente as informações deste texto com as dos manuais.

Neste post, eu levo em conta 3 circunstâncias em que as baterias são usadas (por mim):

  • Celular: uso intenso, com necessidade de recarga diária. Como a maioria dos aparelhos atuais, não há possibilidade de troca fácil da bateria. Ou seja, quando ela “inchar” ou pifar, terei que trocar o celular também. Neste caso, é fundamental maximizar a vida útil da bateria — quanto mais ela durar, por mais tempo poderei usar o meu celular.
  • Notebook: uso insignificante da bateria, por que ele está sempre conectado à tomada. Não há dependência da bateria. Quando sua vida útil terminar, poderei continuar a usar o meu computador normalmente. Existe a opção de trocar a bateria, mas não é obrigatório.
  • Câmera fotográfica: uso moderado, com pouca necessidade de recarga. Alterno o uso de 2 baterias, que só precisam ser recarregadas a cada 2 semanas.

Compra de baterias

Este é o equipamento típico daquele ditado que diz “o barato saiu caro!”

Infelizmente, este é um dos poucos produtos nos quais é difícil economizar. É claro que é possível comprar boas unidades, fabricadas por terceiros. A advertência é no sentido de comprar apenas de locais sabidamente idôneos. Procure, no site da fabricante, pelas lojas autorizadas ou indicadas. Ou compre direto da fabricante.

Bateria de um laptop Lenovo ThinkPad.

Baterias sem uso e armazenamento

Você também precisa ter cuidados com as baterias ociosas. Elas devem ser guardadas e protegidas de modo adequado, para estarem em condições plenas no futuro.

O mais importante, é não deixar baterias removíveis dentro de um dispositivo sem uso ou desligado por um período estendido de tempo.

Se for o caso, venda ou doe as baterias que você não planeja usar por um período de tempo superior a 6 meses.

Lembre-se, elas continuam a descarregar, mesmo quando fora de uso e armazenadas adequadamente. Se pretende ainda usá-la, verifique a carga rotineiramente. Esta informação varia de acordo com cada bateria e costuma estar presente no manual do seu aparelho.

De modo genérico, use as seguintes dicas, para o armazenamento:

  • Conserve fora do aparelho, em local seco e ao abrigo do sol. As temperaturas ideais variam entre 5ºC e 20ºC. Sei que isso não é sempre possível. Mas saiba que a carga esvanece mais rápido em temperaturas mais altas.
  • Carregue a bateria a 50% de sua capacidade, antes de guardá-la.
  • Faça a recarga a cada 6 meses, das que estão sem uso, até 50% de sua capacidade.
  • Por fim, use a tampa protetora das partes metálicas, do circuito de conexão, sempre que a bateria estiver fora do carregador ou do seu aparelho.
Bateria Canon LP-E6N sobre a capa plástica protetora.
O uso das “capinhas” protetoras dos circuitos é fundamental para a sua segurança, no transporte ou no armazenamento das suas baterias.

Perda da capacidade

Baterias de íons de Lítio tendem a perder a capacidade de reter a carga com o tempo. Trata-se de um processo de degradação irreversível

Portanto, ter cuidado com as suas baterias, pode trazer benefícios, como:

  • otimizar a sua vida e o uso dos dispositivos que você precisa,
  • você pode economizar dinheiro e
  • se puder usar as baterias e os seus produtos por mais tempo, antes de jogá-los fora, vai ser muito bom para o meio ambiente.

Manutenção das baterias

Segue algumas dicas de manutenção, estejam em uso ou não:

  • Ao comprar uma bateria nova, observe o tempo que ela leva para descarregar depois de estar completamente carregada. Use este tempo como referência para acompanhar o rendimento dela e das outras baterias mais antigas. Tenha em mente que as configurações dos aparelhos eletrônicos afetam diretamente o rendimento das baterias.
  • Verifique sempre o status da carga das baterias. Alguns aparelhos costumam dar informações sobre a “saúde” de suas baterias.
  • Passe a monitorar com mais cuidado as baterias que estejam chegando ao fim de sua vida útil — inclusive, para evitar perder dados dos seus dispositivos, como celular, notebook etc.
  • Dentro das seguintes condições, considere a substituição:
    • A carga da bateria reduz drasticamente, para abaixo de 80%, logo após uma recarga completa.
    • O tempo de recarga total aumenta significativamente.
  • No caso de baterias armazenadas fora do dispositivo, mesmo que adequadamente, por um período muito extenso, siga as instruções do manual. Se ela estiver totalmente descarregada, após um período prolongado (de vários meses), é mais seguro aceitar que ela está danificada. Neste caso, não tente recarregá-la. Faça a substituição e descarte a velha de maneria apropriada.

Cuidados no manuseio

Não tente desmontar, abrir ou fazer outro tipo de “loucura”, como perfurar ou destruir uma bateria. Elas não são projetadas para este tipo de manejo ou situações. Os cuidados, abaixo, costumam estar presentes nos manuais e vale a pena ressaltar:

  • Não provoque curtos nos seus contatos.
  • Jamais jogue-as no fogo ou na água.
  • Como regra geral, não as exponha a temperaturas superiores a 60ºC
  • Baterias não são brinquedos e, portanto, não devem ser mantidas fora do alcance de crianças.
  • Evite expô-las a pancadas e vibrações excessivas.
  • Não use se estiverem danificadas.
  • Se houver vazamento, não toque em seus fluídos. Faça o descarte imediatamente, de acordo com as instruções do fabricante. Vou falar sobre isso, ainda neste post.
  • Em caso de contato do fluído com os olhos, não esfregue os olhos. Lave-os imediatamente com água, por pelo menos 15 minutos. Procure atenção médica.

Se for transportar as baterias leve em conta as seguintes recomendações:

  • Usualmente, não há problema em viajar com uma bateria dentro de um aparelho portátil. Mas se tiver que carregar várias unidades, verifique e respeite as condições de segurança determinadas pelos aeroportos
  • No caso de baterias, que você sabe que estejam em fim de vida ou danificadas, evite levar em viagens.
  • Use sempre as proteções plásticas, providas pela fabricante, para evitar curtos.
Ao transportar a bateria, fora do equipamento, use sempre as proteções plásticas, para prevenir acidentes.

O descarte responsável da bateria

Falando em descarte…

Todos os tipos de baterias, atualmente, têm compostos e elementos químicos extremamente danosos ao meio ambiente e é por isso que você deve prestar atenção especial ao modo correto de descartá-las.

Para prevenir curto-circuitos, use fita isolante para proteger os conectores metálicos das baterias, antes do descarte.

Procure um local que recolha as baterias em fim de vida útil. É comum ter uma sessão no supermercado mais próximo da sua casa. As de Li-ion podem ser recicladas, inclusive.

Em caso de dúvidas, consulte o manual ou entre em contato com o fabricante.

Leve este assunto a sério.

Como carregar uma bateria

Sabemos que as baterias de íons de Lítio não precisam descarregar completamente, para poder iniciar o processo de carga. Elas não sofrem do “efeito memória”, como as de tecnologias anteriores.

Apesar disso, continua sendo saudável fazer a recarga da bateria apenas quando estiver perto de estar totalmente descarregada.

No geral, as recargas parciais são melhores do que as completas, para as baterias de Li-Ion. Mas convém evitar as “recargas curtas de oportunidade”. Ou seja, toda vez que se vê uma tomada, conectar o celular para ganhar “um pouco mais de suco” e desconectar antes de completar a carga. Contudo, permitir que ela descarregue completamente (descarga profunda) é mais prejudicial à saúde dela.

No caso dos celulares, é uma boa prática deixar carregando, calmamente, durante a noite.

Bateria Canon LP E6N e carregador LC E6
Use sempre os carregadores originais, da marca da sua bateria. Eu uso um adesivo amarelo para marcar a bateria mais nova no meu kit.

Especificidades das baterias do notebook e da câmera

O meu laptop está sempre ligado à tomada e eu raramente tiro ele da mesa. Neste caso, a bateria tem uma função mais próxima à de um nobreak, ou seja, ela serve para proteger o meu trabalho de quedas abruptas de energia e quase não é usada.

Esta é uma situação análoga à do armazenamento, de que falamos acima. Você pode programar a BIOS (ou na configuração do sistema operacional) do equipamento para manter a carga próxima de 50%.

Nas circunstâncias em que a bateria do notebook é raramente usada, o site da Lenovo recomenda programar o início da recarga sempre que o nível de energia baixar para 40% e parar quando chegar aos 50%.

Se o uso da bateria é pequeno, programe o início da recarga aos 85% e o término ao alcançar os 90%.

No caso da câmera, o jogo é de longo prazo. Se a sua câmera tem menos de 15 anos de lançamento, suas baterias ainda pode ser encontradas com facilidade. Portanto, compre novas unidades periodicamente (a cada 2 anos, por exemplo) e faça a recarga a partir dos 15%, até completar.

Como prolongar a vida útil das baterias

Você e os fabricantes de aparelhos eletrônicos têm várias opções para prolongar a vida útil das baterias.

Cada dispositivo tem suas próprias especificações em termos de velocidade de carga, tempo de descarga, exposição a condições climáticas adversas etc. Entender estes fatores, pode ajudar a tratar melhor o seu equipamento e obter o melhor rendimento, por muito mais tempo — e, como já dissemos, fazer bem ao meio ambiente e ao seu bolso.

Segue uma lista de regras genéricas:

  • Mantenha em temperatura moderada. Baixas temperaturas ajudam a preservar a vida útil e as altas temperaturas causam degradação.
  • Evite os ciclos profundos (deep cycling). Cada ciclo degrada um pouco as capacidades de armazenamento. Portanto, uma descarga/carga parcial é melhor que uma descarga/carga completa. Baterias baseadas em Níquel (em desuso, atualmente) podem ser descarregadas/carregadas completamente quando você precisa calibrá-las e prevenir o “efeito memória”. Já as de Lítio não precisam deste tipo de procedimento e tendem a durar mais dentro de ciclos entre 30 a 80 por cento.
  • Evite abusos. Evite sair das condições normais/ideais de uso, para preservar ao máximo sua vida útil.
  • Evite cargas ultrarrápidas. A maioria dos celulares controlam as cargas das baterias atuais, aplicando a carga ultrarrápida dentro dos limites dos dispositivos. Mas, se precisa usar carregadores de terceiros, evite os que empurram cargas excessivas em pouco espaço de tempo.
  • Evite a carga parasitária. Um exemplo deste tipo de situação ocorre quando usamos uma celular, enquanto ele está carregando. Evite isso. Em um cenário ideal, o celular deveria estar desligado durante o carregamento. Entendo que isto seja difícil para a maioria.

Qual a definição de um ciclo de carga?

Bateria Canon LP E-10 sobre uma mesa de madeira.

Geralmente, um ciclo de descarga/carga é entendido como a descarga completa seguida de uma carga completa. Mas este nem sempre é o caso.

As fabricantes costuma usar a fórmula de 80% de profundidade de descarga (depth of discharge, ou DoD). Em outras palavras, apenas 80% da carga total é disponibilizada, o restante é mantido em reserva e para evitar a descarga total, que pode ser danosa ao dispositivo.

Não há uma definição padrão sobre o que constitui um ciclo de descarga. Alguns contadores de ciclo “anotam” uma contagem completa a cada vez que a bateria é carregada totalmente.

Uma bateria inteligente pode requerer um descarregamento de 15%, para qualificar um ciclo de descarga; qualquer valor menor é ignorado como um ciclo. Em outros equipamentos (como satélites), um DoD típico pode estar entre 30 a 40 por cento.

Em veículos elétricos, uma carga total pode chegar a apenas 80% da capacidade máxima, enquanto a descarga se define aos 30%. Neste caso, a estratégia dos fabricantes é esticar gradualmente à medida em que a bateria perde sua capacidade geral de retenção de energia, para fornecer autonomia consistente ao condutor, durante um período maior da vida útil do veículo.

Resumidamente, os ciclos de carga variam, em definições, de acordo com os fabricantes, os projetos, os contextos etc.

Bateria Canon LP-E6N sobre mesa de madeira. Instruções, no corpo da unidade, advertem sobre a temperatura máxima de operação e para seguir as instruções de uso.
Instruções no corpo da bateria, falam sobre o descarte seguro e sobre o sobreaquecimento da unidade.

O que causa a degradação dos íons de Lítio?

As baterias Li-ion trabalham com a movimentação dos íons entre os eletrodos positivos e negativos.

Teoricamente, este tipo de mecanismo poderia durar infinitamente. Mas, o próprio ciclo já produz aumento da temperatura, que é um dos fatores de degradação da performance.

Os fabricantes estimam a vida útil de uma bateria Li-ion entre 300 a 500 ciclos (carga/descarga). Contudo, é impossível obter resultados conclusivos sobre a vida útil de uma bateria, apenas contando seus ciclos. Em parte por que uma descarga pode variar em “profundidade” e nem há padrões claramente definidos sobre “o que constitui um ciclo”.

Por este motivo, alguns fabricantes sugerem a substituição após uma certa data, em vez de sugerir que usuários “contem os ciclos”.

Infelizmente, este método não leva em consideração as condições de uso. Embora muitos pacotes durem consideravelmente mais do que o indicado pelo fabricante, é certo que uma bateria pode falhar muito antes do tempo previsto, devido ao uso intenso, em condições de temperatura desfavoráveis ou extremas.

A performance de uma bateria moderna é medida na capacidade de reter e entregar a carga de energia. Maximizar esta relação é verdadeiro desafio das fabricantes e dos usuários — inclusive por questões ambientais.

Referências

https://support.lenovo.com/br/pt/solutions/ht078208

https://www.newark.com/pdfs/techarticles/tektronix/LIBMG.pdf (PDF)

https://www.apple.com/batteries/why-lithium-ion/

https://www.researchgate.net/post/How-can-I-calculate-the-life-cycles-of-a-battery

https://www.mkbattery.com/blog/how-extend-deep-cycle-battery-life

https://batteryuniversity.com/article/bu-808-how-to-prolong-lithium-based-batteries

http://www.lithium-chemical.com/industry/128.html

https://www.sciencedirect.com/topics/engineering/cycle-life

Elias Praciano

— fã de séries, como "Love, Death & Robots", "Rick and Morty" e "Russian Doll". Gosta de criar imagens, direto da câmera, com o mínimo de pós-produção. Há vários anos o seu livro favorito é Neuromancer, de William Gibson.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Post comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: