O que me irritou no GNOME 42

Parece que estou implicando por causa de besteira e… provavelmente estou!

Teve uma mudança que me irritou (rsrsrsrs… ) e atrapalhou um pouco o fluxo do meu trabalho no GNU/Linux.

Um dos procedimentos mais rotineiros, para mim, é minimizar (ou ocultar) janelas, para me concentrar em algo mais importante.

Me acostumei a usar o atalho de teclado Alt + Espaço, para ativar o menu da janela ativa. Em seguida, era só teclar Enter para ativar o primeiro item do menu: “Ocultar”.

O menu de ações de janelas, no GNOME, teve a adição de um item, no começo da lista: “Fazer captura de tela”. O item “Ocultar”, passou a ser o segundo.

Na nova versão do GNOME, inseriram um outro item como o primeiro da lista: “Fazer captura de tela”, o que me obriga a usar a tecla direcional para baixo, antes de dar Enter.

Como resolver

Um pouco mais da metade destes arquivos de capturas de tela, foram resultado de erros meus, por causa da mudança.

A solução é simples e muito mais eficiente. No GNOME, as teclas de atalho padrão para minimizar janelas é Super + H.

O “H” corresponde a Hide, ou seja esconder, ocultar…

Me espantou por que eu estava complicando tanto, um procedimento tão simples? Sei lá…

Aonde encontrar as teclas de navegação do GNOME: https://help.gnome.org/users/gnome-help/stable/keyboard-nav.html.en

Elias Praciano

— fã de séries, como "Love, Death & Robots", "Rick and Morty" e "Russian Doll". Gosta de criar imagens, direto da câmera, com o mínimo de pós-produção. Há vários anos o seu livro favorito é Neuromancer, de William Gibson.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Post comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: