O que é bokeh?

bokeh balls
publicado

Bokeh é um termo usado para descrever a qualidade ou a estética da parte desfocada de uma imagem. Pode ser definido também como o modo como uma lente renderiza os pontos de luz fora do foco.

O termo, proveninente do idioma japonês, é usado para descrever a parte da imagem, sem nitidez, embaçada, pela falta de foco.

O termo original, boke (ボケ) teve um h acrescentado ao seu final, para facilitar a pronúncia em inglês.

Tem um significado bastante subjetivo, como qualquer outra definição estética — você pode gostar ou não do bokeh de uma foto.

Intensidade do desfoque obtido em diversas aberturas, com a Canon EF 50mm f/1.4 USM. Eu gosto muito do aspecto do desfoque (bokeh) entre f/2.0 e f/2.8.

Quando o bokeh é usado

Há algumas técnicas e ferramentas (nada muito complicado, como veremos) para produzir um belo desfoque em uma foto.

Como técnica estilística, ajuda a separar o assunto da foto de todo o restante da imagem, enfatizando o que estiver claramente nítido.

Saber trabalhar com a relação entre as partes desfocadas e as nítidas, ajuda a realçar, salientar, a sua mensagem enquanto fotógrafo.

Como qualquer outra técnica, a prática é o segredo para conseguir dominá-la.

Há também a possibilidade de transformar a própria parte desfocada de uma imagem, no assunto principal da foto. Tudo depende da intenção.

Embora o termo bokeh se refira primariamente ao desfoque do fundo, atualmente, é usado para se referir também ao desfoque aplicado aos objetos à frente do assunto.

Quais são os fatores que influenciam o bokeh

O bokeh tem forte influência das lentes:

  • algumas objetivas são projetadas desde o começo para produzir um tipo de desfoque específico – na forma, na intensidade, nas cores etc.
  • elementos internos que resolvam bem as aberrações esféricas, ajudam ter um bokeh bonito
  • a distância focal é um dos fatores mais notáveis para a obtenção do desfoque
  • o número de lâminas do mecanismo de abertura do diafragma (quanto mais, melhor)
  • a forma das lâminas do diafragma contribui dominantemente para estruturar o aspecto estético do bokeh
  • determinados filtros, anexados à frente da lente, ajudam a dar forma ao desfoque
  • a cobertura química (coating) das lentes também tem relevância na aparência final do desfoque
  • algumas lentes possuem recursos adicionais para você controlar a renderização do desfoque, como a Canon RF 100mm f/2.8 L, com SA Control. Há também a RF 85mm f/1.2 L USM DS (Defocus Smoothing), que suaviza as bordas dos elementos desfocados na sua foto.
A Canon RF 100mm f/2.8 L IS tem um seletor específico para controlar como as aberrações esféricas serão renderizadas pela óptica da lente. A Nikon tem um recurso semelhante, chamado Defocus Control (DC)

Como você pode ver, a escolha da lente, pode ajudar muito na obtenção de um resultado bonito e agradável.

Outros fatores, mais ligados à técnica, podem ter função (ainda mais) importante para obter um efeito impressionante:

  • a perspectiva e o ângulo com que você se posiciona em relação ao assunto
  • a posição do assunto em relação ao fundo
  • o próprio fundo da foto precisa ser alvo da sua atenção, uma vez que, se for muito proeminente, pode se intrometer na mensagem que você deseja transmitir etc.

Uma das técnicas mais simples para maximizar o desfoque ao fundo, consiste em aproximar-se ao máximo do assunto, ao mesmo tempo em que este se posiciona o mais longe possível do fundo. Desta forma, usa-se a profundidade de campo como ferramenta de obtenção do desfoque.

Você ainda pode usar, na pós-produção, recursos computacionais do seu editor de imagens preferido para realçar as formas do bokeh da foto.

Em 1987, a Canon lançou uma objetiva 135mm com Soft Focus Control, ou seja, com um recurso de controle das partes desfocadas da imagem.

O que é um bokeh bonito?

Embora seja um conceito subjetivo, há um entendimento crescente no sentido de que o bokeh ideal o mais suave, em oposição ao rude.

Quando não é suave, em vez de ajudar a realçar o assunto principal da foto, ele fica “gritando” pela sua atenção, lá no fundo.

O desfoque de fundo eficiente é aquele que desvanece levemente, em “silêncio”.

Sempre vale lembrar o clichê “não existe o certo ou o errado, na fotografia”, uma vez que também é válido fazer do bokeh o assunto principal da foto.

A lente russa Helios 44M-4 58mm, produz um desfoque levemente circular. Foto de Alberto Sicchiero.

Lamento, mas você não pode ter “mais” bokeh…

O desfoque não é a mesma coisa que o bokeh. Você pode ter um desfoque mais pronunciado ou intenso. Já o bokeh se refere à qualidade deste desfoque.

Portanto, dizemos que um bokeh é mais ou menos bonito; ou mais ou menos agradável.

Em outras palavras, você pode obter mais desfoque de fundo ao abrir o diafragma da lente de f/5.6 a f/1.8. Mas não obtém “mais bokeh“, com este procedimento.

O bokeh define a aparência, a qualidade, o aspecto do desfoque e não a sua quantidade.

Referências

https://photojpn.org/words/b.html

Por Elias Praciano

— fã de séries, como "Love, Death & Robots", "Rick and Morty" e "Ray Donovan". Gosta de criar imagens, direto da câmera, com o mínimo de pós-produção. Há vários anos o seu livro favorito é Neuromancer, de William Gibson.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.