O que é uma lente zoom

publicado

Uma objetiva zoom permite variar dentro de uma gama de distâncias focais, sem a necessidade de trocar a lente da câmera.

Lentes deste tipo dão a possibilidade de fotografar cenas de maneira mais dinâmica e eficiente. Elas se subdividem em várias categorias.

A objetiva Canon EF 28-135mm, carrega as distâncias focais de, pelo menos, 7 outras objetivas da Canon. Se for levar em conta as lentes de terceiros, pode chegar a 10 possíveis distâncias focais, dentro de uma só lente.

O contrário da objetiva zoom, é a objetiva fixa — também chamada prime, em inglês.

Na imagem, do exemplo acima, a objetiva 28-135mm, comporta um total de 7 distâncias focais de lentes fixas da linha da Canon: 28mm, 35mm, 40mm, 50mm, 85mm, 100mm e 135mm. Em uma câmera full frame, o campo de visão dela varia de 75,4° a 18,2°.

Tipos de lentes zoom

As lentes zoom podem se dividir em diversas categorias.

É possível categorizar os projetos pela amplitude das distâncias focais ou dos ângulos de seus campos de visão. Veja alguns exemplos:

  • zoom grande-angular: EF 17-40mm f/4.0 L USM, corresponde às lentes zoom, com capacidade de oferecer uma perspectiva de ultra grande-angular. A lente do exemplo, em um sensor full frame, oferece um campo de visão entre 104º (17mm) a, aproximadamente 57º (40mm).
  • zoom normal: Sigma 24-70mm f/2.8, corresponde a grande-angular (24mm) até o início do telefoto (70mm).
  • zoom telefoto: EF 70-300mm f/4-5.6 IS II USM.
  • superzoom: EF 28-300mm f/4.0-5.6 L IS USM, corresponde a grande-angular (28mm) até o super telefoto (300mm). As superzoom são o ápice da flexibilidade e ótimas opções para fazer trilhas, viajar etc. quando você não pode levar uma grande quantidade de lentes. A objetiva sozinha, cobre pelo menos outras 9 fixas da Canon.

O tamanho do sensor da sua câmera (APS-C ou full frame) influencia nesta categorização, uma vez que é um fator que altera o ângulo do campo de visão.

As vantagens das lentes zoom

As objetivas zoom têm várias vantagens:

  • A flexibilidade de ter várias distâncias focais em uma só. Se o assunto estiver muito longe, a objetiva “chega até ele”. Se estiver muito perto, pode abrir o ângulo suficiente para comportar o assunto.
  • A agilidade que conferem ao fotógrafo, ao permitir trocar, com um simples gesto da mão, a distância focal.
  • A segurança, ao permitir alterar a distância focal, sem precisar trocar de lente — o que evita derrubar ou perder equipamento caro ou se expôr a furtos ou roubos.
  • Andar com menos equipamentos. São como verdadeiros canivetes suíços, que guradam diversas funcionalidades em um só lugar.
  • São mais baratas. A Canon EF 28-135mm, do nosso exemplo, pode ter o mesmo valor de 2 ou 3 lentes fixas, no máximo. Jamais vai ter o preço de 7!

Os pontos fracos das lentes zoom

Você sempre vai ter que conviver com os ganhos, de um lado e as perdas, de outro. Tudo tem vantagens e desvantagens, que você precisa colocar na balança, antes de decidir:

  • As objetivas zoom têm melhorado muito, em qualidade na última década. Por outro lado, as prime também avançam e melhoram. Ou seja, as zoom não têm a qualidade excepcional de algumas lentes de distância focal fixa. Como regra geral, quando comparamos objetivas da mesma geração, uma prime tem melhor qualidade que uma zoom.
  • São lentas e escuras. É raro, uma lente zoom oferecer uma abertura máxima fixa superior a f/2.8. A maioria vai ter aberturas máximas variáveis — entre f/3.5 a f/7.1 — o que pode trazer alguns desafios a mais para quem faz vídeos, fotografias de vida selvagem, imagens em ambientes pouco iluminados etc.
  • Projetos de lente zoom, têm maior tendência (não é uma regra) a desvios ópticos, uma vez que são mais complexos.
  • A versatilidade delas se restringe às distâncias focais. Mas uma prime com possibilidade de abertura f/1.2, por exemplo, oferece uma flexibilidade de fotografia em praticamente qualquer iluminação de ambiente — inclusive à noite.
  • Espere por uma queda significativa na qualidade, à medida que a gama de distâncias focais se “elastiza”. Por exemplo, há queda de performance de uma prime 300mm, para uma 70-300 e daí para uma 28-300mm.
  • Alguns projetos de objetivas zoom têm a possibilidade de fazer fotografia macro mas,… nem de longe, chegam a equivaler às fixas desta categoria. As prime macro, ainda são muito superiores em taxa de ampliação, em qualidade óptica, na distância mínima de aproximação, controle das aberrações ópticas etc.

A Canon RF 28-70mm f/2.0 L, por exemplo, oferece o ápice da qualidade das lentes — mas a Canon cobra “um preço” por este equipamento. Ainda assim, ela sai “mais barata” que a aquisição de algumas das lentes que cobrem a distância focal de 28 a 70mm.

A Canon RF 28-70 f/2 L USM (à esquerda), é uma lente de preço “salgado” (US$ 3.000,00), mas pode valer a pena, se puder substituir a RF 50mm f/1.2 L USM e a RF 85mm f/1.2 L USM (US$ 5.000,00, se compradas juntas). No topo, à direita, a RF 35mm IS STM Macro (US$ 500,00).

Objetivas zoom com abertura fixa ou variável

Os projetos ópticos zoom básicos (mais baratos), costumam variar na abertura máxima do diafragma.

Por exemplo, a Canon EF 24-105mm f/3.5-5.6 IS STM oferece uma possibilidade de abertura máxima que vai de f/3.5, no ângulo mais aberto até 5.6, no mais fechado.

A versão L (de “luxo”) desta lente, a EF 24-105mm f/4.0 L IS USM, tem selagem contra os elementos e permite trabalhar com uma abertura máxima de f/4.0, de ponta a ponta — ou seja, de 24mm a 105mm.

Outros exemplos de lentes zoom, com abertura variável:

  • Canon EF 28-135mm f/3.5-5.6 IS USM
  • Canon EF-S 18-55mm f/3.5-5.0 STM III
  • Canon EF 70-300mm f/4.0-5.6 IS USM II (leia o review)

Exemplos de objetivas zoom, com abertura fixa:

  • Canon EF 70-200mm f/4.0 L IS USM
  • Sigma 24-70mm f/2.8 IF EX DG HSM (leia o review)

Para quem são as lentes zoom?

Sempre que você precisar de maior flexibilidade na escolha das distâncias focais, do ângulo do campo de visão e maior agilidade na troca, as lentes zoom são as melhores escolhas, sempre.

Para viajar, com o mínimo de equipamento, também pode ser interessante optar pelas zoom.

Fotógrafos de eventos, muitas vezes se veem em espaços em que a locomoção é muito limitada e precisam alterar a distância focal o tempo todo.

Iniciantes, deveriam usar ao máximo suas lentes zoomusualmente, as lentes do kit. Com o tempo, vão estabelecer qual a distância focal favorita. E, quando este momento chegar, estarão aptos a fazer uma escolha mais consciente de lente fixa.

Para quem são as lentes fixas?

Geralmente, uso as minhas prime para tarefas específicas. Posso levar uma junto com a minha zoom favorita.

Uma tarefa específica pode ser uma sessão de fotos macro ou alguns retratos com um desfoque de fundo mais pronunciado, uma cena noturna etc.

Como decidir a compra de uma lente prime?

Um conselho, que eu segui, antes de comprar as minhas objetivas de distâncias focais fixas, foi usar muito as zoom, e analisar cuidadosamente quais as distâncias focais eu mais usava — e é exatamente aí que se encontra a resposta.

Quem está começando, com a lente do kit, tem as distâncias entre 18 e 55mm para usar exaustivamente, até ter condições de determinar qual a que mais usa: 18mm, 24mm, 28mm, 35mm ou 50mm?

Você, provavelmente, terá condições de fazer a sua compra, sem arrependimento e com uma boa margem de asserção, depois de algumas milhares de foto — não tenha pressa.

Até lá, pegue a sua câmera e saia de casa (pode ser no quintal, também…) 😉

Se quiser saber quando sair mais posts sobre fotografia, técnicas e equipamentos fotográficos, se inscreva na nossa newsletter:

Por Elias Praciano

— fã de séries, como "Love, Death & Robots", "Rick and Morty" e "Ray Donovan". Gosta de criar imagens, direto da câmera, com o mínimo de pós-produção. Há vários anos o seu livro favorito é Neuromancer, de William Gibson.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.