Kit de equipamento (Canon) para iniciantes em fotografia de pássaros e vida selvagem

publicado

Neste post, vou analisar e propor 3 opções de kits (câmera+lente) para iniciantes na fotografia de pássaros e vida selvagem.

Para este tipo de fotografia, é necessário ter uma teleobjetiva.

A câmera, usualmente, pode ser a que você já tem — desde que permite a troca de lentes. No início, vale a pena “segurar os gastos” para saber se é isso mesmo que você gosta.

Ariramba-de-cauda-ruiva – Galbula ruficauda. Foto tirada com a Canon EOS Rebel T6 (EOS 1300D) + Canon EF 75-300mm f/4.0-5.6mm USM III

Como nota prévia, alguns links neste texto são afiliados. Você não paga nada a mais ao comprar a partir deles, mas ajuda imensamente este site.

Técnica e conhecimento científico

Antes de mergulhar na nomenclatura dos equipamentos, permita-me dar uma palavrinha sobre estes 2 recursos.

A fotografia de pássaros e vida selvagem é algo que sempre esteve muito ligado aos estudantes de biologia – talvez mais do que aos próprios fotógrafos.

É fundamental (e maravilhoso) estudar os animais e o ecossistema que você vai encontrar, para obter melhores resultados. As minhas melhores imagens (e melhores momentos), nesta categoria de fotografia, é quase sempre na companhia de amigos(as) estudantes de biologia.

Na fotografia de animais selvagens e pássaros, nada substitui uma boa técnica de aproximação. A cada metro de proximidade, você ganha megapixels preciosos de resolução a mais na sua foto.

Você pode demorar um pouco para desenvolver a boa técnica de aproximação, mas vai perceber que isso vale mais do que uma “lente hiper-mega-blaster”.

É claro que as imagens mais fantásticas são obtidas com uma combinação de técnicas de aproximação, conhecimento científico sobre as espécies e seu ecossistema e uma teleobjetiva high end.

Só que existe uma jornada (talvez longa) para chegar até lá e a melhor coisa que você pode fazer é não se apressar, para aproveitar ao máximo o caminho.

Ferreirinho-relógio, Todoristrum cinereum, fotografado no quintal, com a Canon EOS Rebel T6 (EOS 1300D) e Canon EF-S 55-250mm f/4.0-5.6mm IS STM

Se inscreva na minha newsletter, para ser notificado(a) sobre novos posts sobre fotografia e reviews de equipamentos:

Kit Canon DSLR APS-C + lentes

No decorrer do ano 2021, ficou bem claro para o mercado (clientes) que a Canon abandonava o mount EF.

Mas as câmeras e as lentes EF ou EF-S ainda poderão ser encontradas usadas por muitos anos. Continua sendo, portanto, uma forma barata de iniciar a atividade.

Com o uso de um adaptador, caso você deseje fazer um upgrade futuro, será possível continuar a usar plenamente o que você comprou — sem perder o seu investimento.

Uma câmera Canon EOS Rebel T7 (EOS 2000D) ou uma EOS Rebel T100 (EOS 4000D), já resolvem bem o problema. Se puder comprar algo melhor e mais avançado, tá tudo ok… mas eu sugiro guardar o máximo de dinheiro para a lente, que é mais importante.

As teleobjetivas de entrada da Canon, são as seguintes:

  • Canon EF-S 55-250mm f/4.0-5.6 IS II e EF-S 55-250mm f/4.0-5.6 IS STM — há poucas diferenças entre elas e você pode fazer a escolha pelo preço.
    • Vantagens: Têm estabilização óptica de imagem e são muito leves.
    • Desvantagens: Pouco resistentes (você precisará ser cuidadosa(o)) e não servem em câmeras full frame.
  • Canon EF 75-300mm f/4.0-5.6 USM III — é a mais barata da nossa lista. Tem características marcantes e, na minha opinião, é um produto bastante “honesto” da marca.
    • Vantagens: Tem preço baixo, tem construção robusta e é razoavelmente resistente. Em relação às EF-S 55-250mm, tem melhor ergonomia, 20% mais alcance e é parfocal (ela tende a manter o foco, quando você muda a distância focal). Pode ser usada nas câmeras full frame
    • Desvantagens: A partir dos 250mm, tem perda perceptível de nitidez. É mais pesada (por que tem mais elementos de vidro), não tem estabilização óptica e o foco é um pouco lento.
  • Canon EF 70-300mm f/4.0-5.6 IS USM II — Se, após algum tempo você ainda estiver entusiasmado(a) com a fotografia de pássaros, este equipamento é o primeiro passo para quem deseja levar a história a sério.
    • Vantagens: Autofoco extremamente veloz, excelente ergonomia e a melhor nitidez entre as teleobjetivas citadas até agora.
    • Desvantagens: É um investimento alto para quem ainda está começando.

Qual lente eu devo comprar, para começar?

Você deveria começar com a mais barata (EF 75-300mm) e evoluir pra EF-S 55-250mm IS STM, se estiver usando uma câmera APS-C.

O último passo, como iniciante, é a EF 70-300mm IS USM II. Depois disso, o salto é maior, na direção das lentes da série L — que será assunto de outro post.

Saíra amarela fêmea, ou Tangara cayana, fotografada com a Canon EOS 6D Mark II e a lente Canon EF 70-300mm f/4.0-5.6 IS USM II

Kit Canon mirrorless e lentes RF

Se você já tem as lentes, descritas anteriormente, pode continuar a usá-las (com adaptador) nas câmeras full frame mirrorless, da Canon.

Contudo, se não tiver ainda uma teleobjetiva para este sistema, procure pela seguintes lentes, online:

  • Kit Canon EOS RP + lente RF 600mm f/11 — Este é set de equipamento muito interessante. Tem pouco peso e pode te acompanhar nas trilhas mais demoradas.
  • Kit Canon EOS RP + lente RF 800mm f/11 — Se puder espremer o seu orçamento, este set oferece 33% mais alcance e pode fazer uma grande diferença nas suas aventuras.

Vale a pena comprar uma superzoom?

Câmeras, como Nikon P1000 ou P900 têm um zoom fantástico e conheço muita gente feliz com elas.

Do lado da Canon, há as PowerShot SX540 HS, entre outras…

São ótimas e têm uma boa relação custo/benefício — principalmente, se compradas usadas.

O problema é que uma dia você vai querer fazer um upgrade e, infelizmente, vai ter que comprar uma nova câmera — por que a lente é afixada neste tipo de equipamento.

Com uma câmera de lentes intercambiáveis (ILC, DSLR ou mirrorless), você pode fazer upgrade apenas da câmera ou da lente, de acordo com as suas necessidades.

Por Elias Praciano

— fã de séries, como "Love, Death & Robots", "Rick and Morty" e "Ray Donovan". Gosta de criar imagens, direto da câmera, com o mínimo de pós-produção. Há vários anos o seu livro favorito é Neuromancer, de William Gibson.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.