Use o flash para fotografar pássaros

beija-flor
publicado

A grande maioria das câmeras de entrada têm flash embutido, seja Canon, Nikon, Fujifilm, Olympus etc.

Embora o recurso tenha limitações (de alcance, abrangência e intensidade), ainda pode ser muito útil na fotografia de vida selvagem e de pássaros.

Se o “bichinho” estiver a alguns metros de distância, a luz auxiliar pode trazer mais destaque a coloração das penas.

Já, se estiver muito longe, o flash ainda serve para dar aquele brilho no olhinho dele.

Segue a minha pequena galeria de fotos de beija-flores.

Em inglês, o Beija-flor-besourinho é conhecido como Glittering-bellied Emerald e, se você tiver flores no seu quintal, provavelmente vai encontrar alguns por aí.

As vantagens de usar o flash na fotografia de pássaros

Quando os pássaros estão empoleirados, descansando, entre as árvores, você tem uma situação de baixa luminosidade. como é exatamente o caso do Beija-flor, nas fotos deste post.

O flash interno da câmera pode ser útil para melhorar as condições gerais de luminosidade e permitir usar valores de ISO mais baixos.

Para quem gosta de saber mais sobre equipamentos, o pássaro foi fotografado com uma câmera Canon SL2 + lente 70-300mm f/4-5.6 IS USM II.

Perfil do Beija-flor-tesoura, por entre as folhagens das árvores. Note o olho brilhante, refletindo a luz do flash.

As desvantagens de usar o flash na fotografia de pássaros

Nem tudo são flores, na hora de fotografar com o flash.

Enquanto as corujas são bem quietas, os beija-flores são extremamente “energéticos” e se mexem o tempo todo e possuem movimentos muito (muito, mesmo) rápidos.

Os flashes internos tem uma limitação de sincronização com o obturador da câmera — principalmente em equipamentos de entrada — o que limita a velocidade a algo entre 1/180s e 1/200s, a depender do modelo em questão.

Esta velocidade, pode ser inadequada para “congelar” os movimentos de um pássaro pequeno, como você pode ver nas imagens, acima. Portanto, se prepare para conviver com eventuais borrões de movimento.

Por outro lado, os borrões ajudam a transmitir a ideia da energia e da impulsividade dos animais.

Sabiá-laranjeira, entre as folhas secas, no pátio. Novamente, o flash ajudou a destacar o olhar do pássaro. Também deu mais destaque a coloração das penas e das folhas em desfoque.

Links afiliados

Ao fazer compras através dos links desta seção, você contribui para ajudar este site a crescer. Obrigado!

Canon EOS Rebel SL 3: https://amzn.to/3pe2WZD

Canon EF 70-300mm f/4.0-5.6 IS USM II: https://amzn.to/2N281Hj

Por Elias Praciano

— fã de séries, como "Love, Death & Robots", "Rick and Morty" e "Ray Donovan". Gosta de criar imagens, direto da câmera, com o mínimo de pós-produção. Há vários anos o seu livro favorito é Neuromancer, de William Gibson.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.