Internet das coisas e dispositivos médicos são o novo alvo da NSA.

O vice-diretor da NSA, Agência de Segurança Nacional dos EUA, revelou que estão pesquisando novas oportunidades de coleta de dados relacionados a inteligência estrangeira.
O método se baseia em espionar dispositivos biomédicos, entre outros equipamentos da “Internet das Coisas” (IoT, ou Internet of Things).
De acordo com Richard Ledgett, “estamos olhando para esta possibilidade teórica, pelo ponto de vista da pesquisa, no momento.”
A declaração foi dada durante a conferência militar Defense One 2016, em Washington D. C., em 10 de Junho.
De acordo com Ledgett, dispositivos médicos, tais como marca-passos conectados.
Este tipo de equipamento pode se tornar nova fonte de informação, como ferramenta de nicho, para a agência.
Os alvos são terroristas localizados fora dos EUA e agentes da inteligência estrangeira.

Como opinião pessoal, acredito que seja difícil agentes da inteligência fazerem uso deste tipo de equipamento conectado, tão fácil. É possível, portanto, que os alvos sejam civis.

As vulnerabilidades poderão ser introduzidas, como de praxe, nas primeiras atualizações dos softwares alvo.
De acordo com Ledgett, do ponto de vista da penetração, este é um bom lugar para estar.
Quem tem problemas de saúde e posicionamentos políticos que chamem a atenção do governo dos EUA ou das grandes corporações, tem mais um motivo para se preocupar.
Eles não vão desistir.

Referẽncias

http://www.scmagazine.com/nsa-looking-into-connected-biomedical-device-surveillance/article/503044/.
https://theintercept.com/2016/06/10/nsa-looking-to-exploit-internet-of-things-including-biomedical-devices-official-says/.