Como funciona o controle do ISO na câmera

publicado

Quando falamos de fotografia, o ISO é uma unidade de medida, estabelecida em 1974 — bem antes das primeiras câmeras digitais começarem a ser comercializadas, portanto.

Àquela época, as câmeras gravavam suas imagens em “filmes fotográficos”, feitos de plástico transparente, coberto de produtos químicos sensíveis à luz.

Os conceitos, abordados neste texto, se aplicam até hoje, em qualquer câmera, seja o celular ou uma DLSR/mirrorless.

Espero ajudar a entender de onde vem o conceito de sensibilidade fotográfica e de que forma pode ser aplicado às suas fotos.

filme kidak ektar 100
Rolo de filme Ektar 100 KODAK Professional, 36 poses.

Originalmente, o ISO mede a sensibilidade do filme fotográfico. Quanto maior o ISO, mais sensível é o filme.

Em outras palavras, o filme ISO 400 é 4 vezes mais sensível à luz do que um filme ISO 100.

rolo filme fujifilm superia
Filme Fujifilm Superia 1600

– E como isto se traduz, na prática, para os ajustes da câmera do meu celular ou da minha DSLR?!
– Exatamente da mesma forma!

Antes das câmeras digitais, era necessário decidir o fator da sensibilidade à luz (também chamado de “velocidade do filme”) no ato da compra do filme.

As câmeras atuais permitem definir este detalhe na hora de tirar a foto — automaticamente ou manualmente.

Ajuste manual do ISO no celular
Você pode ajustar o ISO da câmera do seu celular no modo manual, se não estiver satisfeito(a) com as configurações automáticas.

Qual é o melhor ISO?

Você vai conseguir um resultado mais limpo de ruídos, usando o valor mais baixo de ISO possível (ISO base).

Procure sempre iluminar bem o seu assunto, para conseguir usar ISOs baixos na sua fotografia.

No seu celular, use o modo manual, para obter mais controle sobre este e outros ajustes da câmera do aparelho.

À medida em que a quantidade de luz diminui, você aumenta o valor, ou seja, a sensibilidade do sensor da câmera.

Por que você não deveria usar ISO mais alto nas suas fotografias

Demonstração de fotografia com alto índice de ruído na imagem.

Na fotografia, como arte ou ciência, você ganha de um lado e perde de outro.

Usar um ISO mais alto pode ajudar a fotografar em ambientes pouco iluminados, com certeza. Mas tem um preço.

As fotos com ISO muito alto podem sofrer com a granularidade. Se for um efeito desejado, não há problemas.

Na minha humilde opinião, o ruído, ou a granularidade, dos sensores das câmeras digitais, não é bonito como o dos filmes (analógicos). Portanto, o ideal é sempre procurar iluminar bem as cenas ou tentar compensar a deficiência na iluminação — para não precisar elevar muito o valor do ISO.

Aonde eu posso aplicar um ISO mais alto?

O ISO, originalmente, é uma referência à “velocidade do filme” (film speed).

Voltando ao filme de plástico original, ele podia ser coberto com material químico (mais caro) com capacidade de reagir mais rápido à entrada de luz e capturar uma imagem em menos tempo.

Vamos supor que uma determinada imagem foi capturada em um filme ISO 100, após uma exposição de 1 segundo.

Um filme ISO 200 tem a capacidade de capturar a mesma imagem, com a mesma luminosidade em apenas meio segundo – 1/2 segundos.

Um filme ISO 400 tem a capacidade de fazer captura em 1/4 de segundo. A mesma cena pode ser capturada em 1/30 segundos com um filme ISO 3200!

Em termos de fotografia isto representa uma grande diferença, uma vez que permite ao fotógrafo evitar possíveis tremidas ou borrões de movimento no resultado final.

O ISO mais alto pode ajudar a capturar uma cena de ação de algum esporte ou cachorro brincando na praia, por exemplo.

Referências

https://pt.wikipedia.org/wiki/Sensibilidade_fotogr%C3%A1fica

Por Elias Praciano

— fã de séries, como "Love, Death & Robots", "Rick and Morty" e "Ray Donovan". Gosta de criar imagens, direto da câmera, com o mínimo de pós-produção. Há vários anos o seu livro favorito é Neuromancer, de William Gibson.