8 dicas para quem vai comprar seu primeiro drone

Tanto pessoas comuns como pequenos e grandes negócios, encontram novas utilidades para drones a cada dia.
Atualmente, são muito comuns no ramo imobiliário, entre profissionais da fotografia ou filmagem de eventos, em empresas de vigilância etc.
E, claro, muitas pessoas usam apenas por divertimento. E esta enorme gama de aplicabilidade deste item é o que nos leva ao primeiro questionamento deste texto: o que você pretende fazer com o seu drone?
drone phantom quadcopter
Se esta questão já estiver, mais ou menos, respondida para você, será fácil passear pelas outras que são enumeradas no decorrer do texto.
Comprar um drone, para o público iniciante, pode ser uma tarefa espinhosa — afinal, todo mundo quer se certificar de estar investindo bem o seu dinheiro, em vez de entregá-lo por um objeto inútil, não é?
O objetivo das dicas, aliás, é ajudar você a se livrar de possíveis decepções, ao adquirir o seu primeiro aparelho.

O propósito do drone

A primeira dica é estabelecer o motivo real de querer adquirir este veículo.
Se o seu propósito for o entretenimento, ou seja, tudo o que você quer é se divertir — então um pequeno quadcopter vai resolver.
Além disto, há opções bem boas e baratas nesta categoria.

Contudo, o barato pode sair caro, ao comprar um modelo que não consegue atender às suas expectativas.

Se as suas pretensões estão na categoria de fotografia ou filmagem aéreas, você vai necessitar de um modelo mais avançado, que seja capaz de capturar imagens em alta definição, a longa distância e de diferentes ângulos.
Se o que você deseja é carregar equipamentos de trabalho ou outros objetos, vai precisar de um veículo com capacidade de levantar vôo com a carga e transportá-la até o alvo.
Drones que tenham o propósito de fazer vigilância ou inspeção de segurança terão que ter a capacidade de operar sob condições climáticas desfavoráveis.
Se você pretende fotografar a “natureza selvagem” (wildlife), tenha em mente que este tipo de equipamento é bastante caro — mas pode facilitar tremendamente a abordagem de animais, sem ser percebido e garantir a sua integridade física.

Em vista disso, todas as outras dicas devem ser analisadas à luz das suas necessidades ou pretensões.

A aparelhagem

Outro aspecto a ser considerado são os mecanismos de funcionamento específicos de cada veículo.
Como você já sabe, há vários tipos de drones disponíveis no mercado — e você precisa entender que nem todos têm funcionamento (ou motorização) adequada às funções que você deseja lhes atribuir.
Novamente, se você só quer se divertir, um simples quadcopter resolve. Pare de ler este texto agora e vá comprar um. 😉
Contudo, se você planeja usar o seu drone para os outros propósitos, já discutidos, esta opção não será suficiente.
Durante as suas pesquisas, procure entender e se informar sobre os mecanismos dos drones que te interessam, no sentido de saber se têm a capacidade de resolver o seu problema ou não.

O design do seu drone

Prestar atenção no design do drone que capturou seu interesse também é importante.
Chamado também de UAV ou VANT, geralmente, a ideia básica é voar sem a necessidade de uma tripulação humana.
Além disso, os projetos são bem diferentes.

A sigla inglesa UAV, quer dizer Unmanned Aerial Vehicle ou Veículo Aéreo Não-Tripulado (VANT)
ou, ainda, Sistema Aéreo Não-Tripulado.

O quadcopter tem projeto simples, com quatro motores e funcionamento semelhante, como o próprio nome lembra, ao de um helicóptero.
Drones militares, muito mais sofisticados, são movidos à jato e seguem a dinâmica de aviões.
Entre um e outro, há várias nuances e soluções de projetos. Cada qual, adequado a um (conjunto de) propósito(s).

Câmeras, suportes de câmera e outros objetos

Veículos usados para fotografia ou fazer vídeos aéreos, podem vir com câmera já acoplada e pronta para uso.
Geralmente, quando um drone já vem equipado com uma câmera, ela pode servir a propósitos genéricos.
Verifique se as especificações da câmera atendem às suas necessidades.
O melhor é adquirir um drone com suporte de câmera — ou comprar o suporte separado — e acoplar a sua própria câmera à ele.
Uma outra dica, é adquirir um veículo com gimbal support, que pode manter a câmera estável e livre da influência de fatores externos, como o vento.

A bateria

Este é um dos pontos cruciais, em UAVs.
Um simples quadcopter pode proporcionar, em geral, de 5 a 15 minutos contínuos de diversão.
Uma bateria maior e de maior capacidade, pode manter o veículo no ar por mais de um hora, no entanto.
Para uso profissional/comercial, procure um aparelho cuja bateria possa ser recarregada rapidamente e que tenha uma autonomia superior a uma hora.

Área de cobertura

A área de cobertura de um drone comum não costuma ser superior a 50 metros.
Este número é suficiente para obter imagens aéreas.
Entretanto, há veículos mais avançados que podem cobrir áreas superiores a 100 metros. Estes pode ser mais adequados para fotografia da natureza selvagem ou para realizar entregas.

Mercado de peças de reposição

Como todo veículo, o UAV pode quebrar, sofrer avarias,
Comprar de uma loja que ofereça suporte e atendimento pós-venda, além de ter todas as peças necessárias para repor danos é fundamental — principalmente se você estiver investindo uma soma considerável de dinheiro no produto.

Custo

Cada tipo de drone se encaixa em uma faixa de preços.
O ponto, aqui, é prestar atenção nestas dicas, para obter a melhor relação custo/benefício para você.
Equipamentos voltados para diversão, pura e simples (que tal corrida?), por serem mais baratos, podem ser adquiridos de qualquer site na Internet.
Já o uso profissional do veículo demanda mais cuidados e você precisa levar em conta a oferta de suporte técnico posterior á compra, para não acontecer de ficar com um equipamento caríssimo e encostado num canto, por falta de peças ou de alguém com capacidade técnica para consertá-lo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *